COMPARTILHAR

Por Jornal do Carro

Terceira geração do Cayenne chega ao País com preços partindo de R$ 423 mil; versão de entrada tem motor 3.0 V6 de 340 cv

A Porsche nunca vendeu tanto em sua história. Foram 130 mil veículos no mundo no primeiro semestre de 2018, com 30% de aumento no Brasil. Esse sucesso muito tem a ver com seus SUVs.

E se o público quer mesmo um utilitário, como as vendas indicam (Macan é o mais vendido da marca, seguido do Cayenne), a marca alemã faz um bom trabalho de agradar esta demanda com a nova geração do Cayenne. Ele tem preço a partir de R$ 423 mil e chega com um desenho um pouco mais moderno. Principalmente na traseira, que tem as lanternas interligadas.

A frente é praticamente a mesma do primeiro, de 2002. Ele havia sido reestilizado em 2013, então já era mesmo a hora de um novo. Além da versão de entrada, ele tem a S por R$ 523 mil e a Turbo por R$ 733 mil.

Os motores são um seis cilindros em V com 3 litros e 340 cv. Já o Cayenne S é movido por um 2.9 V6 biturbo de 440 cv e o Turbo por um V8 biturbo de 550 cv – 30 cv a mais que antes. Com este propulsor o Cayenne vai de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos – 3,9 segundos com o pacote Sport Chrono. A máxima é de 286 km/h. Todos têm câmbio automático tiptronic de 8 velocidades e tração ativa nas quatro rodas.

Cayenne mais sofisticado

O Cayenne Turbo também é o primeiro SUV com spoiler adaptativo. E há ainda molas que levantam em até 40 mm a altura do carro. O eixo dianteiro agora tem multlink de alumínio, mas com eixo rígido, o que acaba não formando um multlink tradicional.

Outra novidade é o Porsche 4D Chassis, um controle de carroceria que trabalha junto da suspensão a ar adaptável – opcional- para gerar mais conforto e estabilidade, segundo a marca. Outro equipamento interessante que também pode ser comprado a parte é eixo traseiro direcional, que agrega ainda mais poder de entrar e sair de curvas de forma mais esportiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui