COMPARTILHAR

Por Revista Autoesporte

Lancer agora parte de R$ 75 mil, mas diferenciais da versão topo deveriam ser itens de série

Mitsubishi Lancer Hl-T 2018 (Foto: Divulgação)

O ano virou e o Mitsubishi Lancer ficou mais barato. Oi? Pois é, ao contrário do que costuma acontecer com a maioria dos carros vendidos no Brasil, que encarecem assim que o ano chega ou sem grandes motivos, o sedã, que estava sumido das lojas,  passou a ser vendido em duas novas versões: HL de R$ 75 mil e HL-T de R$ 80 mil. Há, ainda, uma opção para pessoas com deficiência (PCD), que parte de R$ 67.423. Até o ano passado, eram três versões, que variavam de R$ 80 mil a R$ 93 mil.

Mitsubishi Lancer Hl-T 2018 (Foto: Divulgação)

O Lancer de entrada é equipado com ar-condicionado automático, central multimídia, volante multifuncional, aletas para trocas de marchas, ajuste de altura do banco do motorista e sensor de acendimento dos faróis e de chuva.

Já a versão mais cara tem como diferenciais central multimídia mais moderna, com Apple CarPlay e Android Auto, controle de velocidade de cruzeiro, spoiler traseiro, ponteiras cromadas de escapamento e rodas de 18 polegadas. Os R$ 5 mil cobrados a mais até são justificados pela quantidade de itens no pacote que só a versão topo tem, mas os sistemas de conectividade e o controle de velocidade poderiam estar presentes em todas as versões, como já acontece em carros mais baratos.

Mitsubishi Lancer Hl-T 2018 (Foto: Divulgação)

Nas duas versões, o motor é o mesmo: um 2.0 de 160 cv a 6 mil rpm e 20,1 kgfm a 4.200 rpm, acoplado a uma transmissão automática do tipo CVT que simula seis velocidades.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui